Auxílio emergencial de R$ 450 aprovado; Saiba quem pode solicitar


Um novo projeto de lei que cria um programa de transferência de renda para pessoas de baixa renda foi aprovado na cidade de Belém (PA). O “Bora Belém” vai pagar um benefício de R$ 450 para as famílias do município que vivem em situação de vulnerabilidade social e econômica, nos moldes do auxílio emergencial.

A renda básica será liberada para moradores de Belém que estejam cadastrados no programa Bolsa Família e no Cadastro Único.

O programa terá subsídio de R$ 30 milhões, pago pelo governo municipal. Além desse valor adicional, as famílias em situação de pobreza ou pobreza extrema também terão seu benefício do Bolsa Família reajustado em 2021.

O Bolsa Belém é uma parceria entre a Fundação Papa João XXIII (Funpapa) e a Prefeitura de Belém. A previsão é que os pagamentos terão início ainda no primeiro semestre deste ano.

Atualização sobre a liberação

Considerando que os beneficiários do Bolsa Família representam a parcela da situação em maior situação de vulnerabilidade, eles serão os primeiros a receber o benefício. O início dos pagamentos ainda aguarda a aprovação da Câmara Municipal de Belém e do prefeito Edmilson Rodrigues (PSOL).

A previsão é que o benefício será de R$ 450, mas esse valor precisará ser regulamentado. Por ser um pouco menor do que o valor do auxílio emergencial, será possível contemplar um número maior de famílias.

Se virar lei, o projeto será analisado pelo Conselho Municipal de Assistência Social, que definirá as regras e as exigências para receber o benefício. O dinheiro ficará sob administração do Fundo de Assistência Social (FMAS).

O banco de dados do Cadastro Único possivelmente servirá de base para a concessão do Bora Belém. Por isso, é importante manter o cadastro atualizado e ficar atento a qualquer novidade.

Leia mais: Novo cartão do auxílio de R$ 600 começa a ser pago; Saiba como receber





Source link